---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

turismo
População participa de encontro sobre Projeto Geoparque Cânions do Sul, em Jacinto Machado

Publicado em 05/09/2018 às 17:00 - Atualizado em 05/09/2018 às 17:00

 

 

O Projeto Geoparque foi tema de encontro promovido pela Secretaria de Turismo de Jacinto Machado e Consórcio Intermunicipal Caminhos dos Cânions do Sul, que reuniu cerca de 130 pessoas no Centro de Convivência da Terceira Idade, na noite de terça-feira, 4.

 

O prefeito João Batista Mezzari, o Gaiola, fez a abertura do evento.  “O ganho para Jacinto Machado e região com o título de Geoparque é muito Grande, por isso apoiamos a proposta e damos o suporte necessário para o Consório”.

 

O secretário de Turismo, José Carlos Zanatta, ficou otimista com o encontro e enfatizou a importância do projeto para o desenvolvimento turístico da cidade. “É o que Jacinto Machado precisava para alavancar seu desenvolvimento na área”.

 

O conceito e a importância do projeto foram apresentados pelo secretário municipal de Turismo, Cultura e Esporte de Torres, Alexandre Porcatt e pela diretora de Cultura de Torres e membro da equipe técnica do Consórcio Intermunicipal Caminho dos Cânions do Sul, Maria do Carmo Conforti Rodrigues.

 

Alexandre lembrou que Geoparque é uma estratégia de desenvolvimento territorial feita com as pessoas e para as pessoas. “Por isso, a união de todos vai nos ajudar a conquistar a chancela da Unesco”.

 

Na sequência a professora Denise Martignago Guelere e a diretora de Turismo Itaionara Recco demonstraram algumas das ações desenvolvidas nos eixos de Educação, Turismo e Comunicação, no município.

 

Para a apresentação do Projeto do Museu de Geociências, que será implantado em Jacinto Machado, o grupo pôde ouvir as explicações do geólogo idealizador do projeto, Rodrigo Sato, que destacou a importância do museu. “Dar acesso à sociedade ao conhecimento geocientífico por meio da pesquisa, preservação de acervos técnicos e históricos e divulgação da história das geociências no Estado de Santa Catarina, no Brasil e no Mundo”. Ele explicou ainda sobre o acervo que estará disponível no museu.

 

A coordenadora do projeto Geoparque na ADR, Sung Chen Lin, completou que: “os Geoparques Mundiais da UNESCO, destacam que os museus fazem a disseminação e comunicação de conhecimentos científicos e a realização de eventos para a divulgação do patrimônio natural e cultural local, sendo um grande ganho para a região”, reforçou.

 

O Projeto Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul é formado por sete municípios do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina: Torres, Cambará do Sul, Mampituba, Praia Grande, Jacinto Machado, Timbé do Sul e Morro Grande. A iniciativa busca o reconhecimento da região como um Geoparque Mundial da Unesco, por reunir neste território sítios geológicos de relevância internacional. Atualmente, existem 140 Geoparques da Unesco em 38 países. No Brasil, existe apenas um, o Geoparque Araripe, localizado no Ceará.